Nenhum comentário

CFN lança NOTA PÚBLICA sobre o ensino de graduação e a realização de estágios durante a pandemia do novo coronavírus

Através da Portaria nº 544 , de 16 de junho de 2020, publicada pelo Ministério da Educação (MEC), fica prorrogada até 31 de dezembro de 2020 a autorização, em caráter excepcional, da substituição das disciplinas presenciais, pelo ensino remoto emergencial, devido à pandemia de COVID-19.

A medida afeta diversos alunos de graduação em Nutrição e levanta dúvidas sobre a forma com que as atividades, agora à distância, serão realizadas e também como isso pode afetar a realização de estágios na área. Desta forma o Conselho Federal de Nutricionistas lança nota pública sobre o tema. Acesse aqui o documento completo.

A Portaria publicada pelo MEC determina que a aplicação dos recursos remotos emergenciais nas práticas profissionais de estágios e naquelas que exijam laboratórios especializados, deve obedecer às Diretrizes Curriculares Nacionais – DCN, aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação – CNE.

As DCN do Curso de Graduação em Nutrição estabelecem que “Estas atividades devem ser eminentemente práticas e sua carga horária teórica não poderá ser superior a 20% (vinte por cento) do total por estágio”. Porém, o CFN teme que a portaria do MEC abra espaço para interpretações de que haja possibilidade da substituição de estágios e aulas práticas de forma não presencial.

O CFN compreende que o momento pede por soluções e adaptações em diversos campos, mas reitera que tecnicamente, no que concerne aos estágios e às disciplinas de graduação práticas, o ensino remoto emergencial não proporciona o pleno desenvolvimento de competências vivência presencial dessas atividades na área da saúde.

Assim sendo, o Conselho Federal de Nutricionistas reafirma suas recomendações anteriores: segue autorizada, em caráter excepcional, a substituição das disciplinas teórico-cognitivas presenciais por aulas que utilizem meios e tecnologias de informação e comunicação o que, no entanto, entende não ser aplicável às práticas profissionais de estágios e laboratórios.

Confira a Nota Pública na íntegra neste link.