Nenhum comentário

Conselho compartilha carta do CFN sobre mudança da rotulagem de transgênicos

Por meio de uma carta encaminhada ao gabinete da Presidência da República no dia 1º de setembro de 2017, o Conselho Federal de Nutricionistas (CFN) repudiou o decreto para acabar com a rotulagem de alimentos transgênicos e a supressão da letra “T” das embalagens dos produtos.

O documento compartilhado pelo CFN alerta a população sobre o Projeto de Lei 34/2015, já aprovado na Câmara dos Deputados, em que o consumidor não tem conhecimento sobre a presença desses organismos na composição dos produtos ofertados pela indústria alimentícia.

O CFN se posiciona contra a edição do decreto e a aprovação do Projeto de Lei (PL), pelo desrespeito ao direito básico à informação e à escolha, garantidos no Código de Defesa do Consumidor. Também há o entendimento do risco à segurança alimentar e nutricional da população, bem como à sustentabilidade da agricultura orgânica, familiar e da agroecologia.

O CRN9 apoia e corrobora o posicionamento do CFN sobre a rotulagem de transgênicos, por entender que a Lei de Biossegurança não pode ser alterada,  afim de extinguir a responsabilidade de informar a população sobre a existência de componentes geneticamente modificados nos alimentos. Clique aqui para ler a Carta Aberta à Sociedade Brasileira.