Nenhum comentário

CRN-9 APOIA MOVIMENTO NACIONAL ‘‘BANQUETAÇO’’

Na tarde desta quarta-feira (27), Belo Horizonte foi uma das muitas cidades de todo o país que recebeu o movimento Banquetaço, uma campanha nacional contra a extinção do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA), além de orientar sobre a importância de uma alimentação saudável e os perigos dos agrotóxicos. O Conselho Regional dos Nutricionistas da 9ª Região (CRN-9) apoiou o movimento e esteve presente conversando com alguns responsáveis pela organização e participantes. Em Minas, além da capital mineira, onde o movimento ocorreu debaixo do Viaduto Santa Tereza, as cidades de Divinópolis, Juiz de Fora, Lavras, Poços de Caldas, São João Del Rei e Viçosa, também participaram da ação.

Representantes de apoiadores do movimento estiveram presentes, entre eles o vice-presidente Fernando Mandacaru e a conselheira Ana Clara Junqueira. Ana Clara Junqueira, conselheira CRN-9, declarou a importância do apoio do Conselho para a causa. ‘‘Através da conscientização da boa alimentação para todos que a saúde tende a melhorar. Sendo assim, o movimento cresce de forma que apoie a volta do CONSEA, que foi extinto nos primeiros dias do novo governo, o que significa um retrocesso, devido a sua importância.’’.

Fábio Santos, representante do Conselho Federal de Nutricionistas (CFN), informou que esse é um ato para combater todas  as atrocidades relacionadas a alimentação e segurança alimentar. ‘‘O CFN tem se posicionado contra políticas que coíbem o controle social, a participação na sociedade pela alimentação saudável. Temos nos reunido com Deputados, Ministros, lançado notas, fazendo um apelo com plano presencial junto aos nossos profissionais, junto a bancada do congresso nacional e também pelas redes sociais.’’

Élido Bonomo, Presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, declarou a importância do movimento em todo o país. ‘‘Dar visibilidade à população, dizendo que é possível comer alimento de qualidade, sem veneno, sem agrotóxico e divulgar a extinção do CONSEA.’’ Segundo Élido, a extinção do Conselho Nacional significa deixar a população que passa fome e as pessoas que discutem planos de uma política de segurança alimentar, sem uma referência. ‘‘O CONSEA é um espaço onde a sociedade monitora a política de segurança alimentar. É lá que se estuda a forma irregular da alimentação do país. Portanto, temos que mobilizar todas as entidades, pessoas comprometidas com alimento de qualidade, fazendo parte desse movimento.

Augusto Lima da Costa, é morador da Pedreira Prado Lopes, em Belo Horizonte, e ficou sabendo do movimento através de uma organizadora.  ‘‘Eu gostou da ideia de informar e orientar a população sobre uma boa alimentação através de um grande almoço. É uma forma de conscientização sobre o uso de agrotóxicos.’’

As redes sociais tiveram um papel importante para a divulgação e mobilização em torno do Banquetaço. A nutricionista Márcia Maia tomou conhecimento da ação por meio do Instagram. Segundo ela, o apoio da população e dos órgãos públicos para a volta do CONSEA é importante. ‘‘A extinção do Conselho Nacional de Segurança Alimentar é um retrocesso para o país, pois foi com a ajuda do Conselho que o Brasil saiu do mapa da fome, e agora corre o risco de voltar.’’