Nenhum comentário

CRN-9 é signatário de carta coletiva pela manutenção do banimento do agrotóxico Paraquat

O Conselho Regional de Nutricionistas da 9ª Região (CRN-9), sempre atento à qualidade dos alimentos oferecidos à população, é signatário da carta coletiva a seguir, proposta pela Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida.

Carta Coletiva: Anvisa, mantenha o banimento do Paraquat!

Nós, organizações da sociedade civil abaixo assinadas, vimos por meio desta carta nos dirigir à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pedindo o efetivo banimento do agrotóxico Paraquat.

Em seu voto proferido na reunião ordinária do dia 18 de agosto, o diretor Romison Rodrigues Mota explicitou que o adiamento do banimento da substância não é de interesse geral da sociedade.

O Paraquat foi banido na União Europeia em 2007 e teve sua reavaliação no Brasil iniciada em 2008. O parecer desta reavaliação, publicado em 2015, traz um encaminhamento inequívoco:

“Considerando a alta toxicidade aguda do paraquate, o fato do AOEL ser excedido durante a aplicação, as evidências de desencadeamento de Parkinson, a ausência de antídoto para a intoxicação aguda e para a doença de Parkinson e as evidências de mutagenicidade, é notório que há respaldo legal para a proibição do registro de produtos à base de paraquate no Brasil e, portanto, o uso desse ingrediente ativo deve ser descontinuado em nosso País.”

A publicação do resultado da reavaliação, em 2017, previu um prazo de três anos para redução gradual do uso até seu banimento completo, que deve se efetivar no dia 22 de setembro.

Neste período, não surgiu nenhuma nova informação científica contrariando o parecer da Anvisa referente à relação do Paraquat com a doença de Parkinson.

Portanto, o pleito de adiamento da data de banimento por parte das empresas fabricantes e de representantes do agronegócio é sem dúvidas uma tentativa de ganhar tempo para possíveis manobras de reversão da decisão.

Assim, reconhecendo que cada dia de uso permitido do Paraquat significa mortes e doenças incuráveis, pedimos à Anvisa que ouça o conjunto da sociedade e não se curve aos interesses econômicos.

Anvisa, mantenha o banimento do Paraquat no dia 22 de setembro!

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida e organizações.