Nenhum comentário

Ministério da Saúde lança nova versão para o Guia Alimentar para Crianças Menores de 2 anos

O novo Guia Alimentar para Crianças Menores de 2 anos foi lançado pelo Ministério da Saúde no dia 13 de Novembro e faz parte da Campanha de Prevenção de Controle e Obesidade Infantil. O documento busca atualizar a edição antiga, de 2010, e alinhar pontos importantes com o Guia Alimentar para a População Brasileira, lançado em 2014.

A versão 2019 do Guia traz uma nova roupagem, com uma linguagem simples, voltada para as famílias e busca dar orientações para combater o surgimento de doenças como diabetes, hipertensão, colesterol alto e doenças cardíacas desde a educação alimentar da população. Entre as principais novidades e recomendações estão:

  • Zero açúcar até os dois anos;
  • Não consumo de alimentos ultraprocessados para crianças menores de dois anos;
  • Amamentação exclusiva até os 6 meses de idade;
  • Consumo com base no nível de processamento do alimento e não com foco apenas em nutrientes;
  • Dicas de culinária, inclusive para vegetarianos;
  • Direitos relacionados à alimentação infantil;
  • Alimentação como um momento de experiências positivas, aprendizado e afeto;

A nova versão do Guia também traz uma atualização para os 12 Passos para uma Alimentação Saudável

  1. Amamentar até 2 anos ou mais, oferecendo somente o leite materno até 6 meses.
  2. Oferecer alimentos in natura ou minimamente processados, além do leite materno, a partir dos 6 meses.
  3. Oferecer água própria para o consumo à criança em vez de sucos, refrigerantes e outras bebida açucaradas.
  4. Oferecer a comida amassada quando a criança começar a comer outros alimentos além do leite materno.
  5. Não oferecer açúcar nem preparações ou produtos que contenham açúcar à criança até 2 anos de idade.
  6. Não oferecer alimentos ultraprocessados para a criança.
  7. Cozinhar a mesma comida para a criança e para a família.
  8. Zelar para que a hora da alimentação da criança seja um momento de experiências positivas, aprendizado e afeto junto da família.
  9. Prestar atenção aos sinais de fome e saciedade da criança e conversar com ela durante a refeição.
  10. Cuidar da higiene em todas as etapas da alimentação da criança e da família.
  11. Oferecer à criança alimentação adequada e saudável também fora de casa.
  12. Proteger a criança da publicidade de alimentos.

O Guia Alimentar para Crianças Menores de 2 anos está disponível para leitura e download no site do Ministério da Saúde.